Em ação pela cultura brasileira! 

Os anos de experiência acumulada pelos sócios da Lapa na produção de apresentações musicais, lançamento de livros, discos, espetáculos teatrais, oficinas e festivais resultam hoje na condução de importantes projetos. Dentre eles, merecem destaque as iniciativas que transformaram ou que pretendem transformar o cenário cultural em diferentes regiões de Minas. São projetos que geram oportunidades para a cena independente, intercâmbio de experiências artísticas, acesso à cultura e profissionalização deste segmento. Conheça algumas destas iniciativas abaixo: 

Projetos em captação


. “O Samba Bate Outra Vez”  O maior projeto de samba em Minas, ajudou
a consagrar inúmeros artistas nas cerca de 70 edições realizadas desde 2009.
Com uma estrutura simples, porém eficaz, traz shows inéditos para BH e ao
mesmo tempo luta para difundir o trabalho do intérprete e do compositor mineiro
por meio da troca de experiências entre grupos consagrados e independentes. 
Como resultado, intercâmbios artísticos são promovidos, assim com a formação de
público e o resgate da música nacional. 

O projeto contou com o patrocínio da Cauê por um ano e da Vivo por dois anos consecutivos, além da parceria com a Rádio Inconfidência. No momento, busca patrocínio e/ou parcerias para manter suas atividades. Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais - CA nº 0417/001/2014, R$350 mil.


Presentation Samba 2015.pdf Presentation Samba 2015.pdf
Size : 3354.712 Kb
Type : pdf

. “33º Festivale”  O Festival de Cultura Popular do Vale do Jequitinhonha é um dos maiores e mais tradicionais eventos do gênero em Minas Gerais. Com grande capacidade de mobilização no nordeste do estado, o evento ocorre todos os anos por meio de parcerias entre instituições da região e o poder público: Valemais - Instituto Sociocultural do Jequitinhonha, FECAJE - Federação das Entidades Culturais e Artísticas do Vale do Jequitinhonha, Governo de Minas Gerais e prefeituras locais. 

Realizado no mês de julho com cerca de uma semana de atividades, a cada ano em uma nova cidade, o Festivale se notabilizou por ser o guardião da cultura típica e tradicional do Jequitinhonha, preservando os costumes e a unicidade da música, do artesanato, da literatura e dos festejos populares. Além disso, o evento capacita a juventude e os agentes culturais por meio de oficinas, dá espaço aos grupos da cultura popular e aos artistas locais, leva o conhecimento a professores e gestores públicos quando da realização de debates e seminários com autoridades do segmento, registra e difunde os saberes dos grandes mestres para que seu legado se mantenha vivo. 

Em diversas ocasiões a Lapa Ação Cultural atuou neste e em outros eventos promovidos pelo Valemais, apoiando a produção, captação de recursos pós-produção. Nos últimos anos, esta relação tem se intensificado. Além da participação em diversas edições do Festivale, a Lapa produziu para o Valemais o evento "Quando O Jequitinhonha Canta e Dança" com a realização de shows que ocasionaram na gravação de dois DVDs musicais, exposição de artes e o seminário Tecendo a Rede Jequitinhonha Cultural, todos com o patrocínio da Petrobras.  Outros esforços também foram empreendidos em conjunto para viabilizar ações em prol da carreira de artistas ligados ao Instituto ou mesmo para viabilizar eventos e projetos culturais por todo o Vale do Jequitinhonha. 

O Festivale conta com os benefícios da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, CA nº 0430/001/2014, no valor de R$400.000,00. Também com aprovação pela Lei Rouanet (federal), PRONAC nº 151658, no valor de R$1.036.158,00, artigo 18.


 . “Encontro Mineiro de Cultura Popular” – O segundo ano do evento ocorrerá em celebração ao Dia do Folclore, de 22 a 24 de agosto de 2016, realizando um cortejo com grupos da cultura popular (guardas de congado, folias de rei, etc) e dois shows com encontros de violeiros mineiros e presenças de grandes nomes da arte e da música nacional, defensores das tradições populares e do folclore. Tudo isso será realizado em uma praça de Teófilo Otoni e na Comunidade Quilombola de São Julião (Zona Rural), com acesso gratuito para toda a população.

O projeto busca patrocínio através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, CA nº 0426/001/2014, R$350 mil. 

Divulgação do Encontro Mineiro de Cultura Popular de 2015

Projetos mediante consulta 

. Projeto "Pereira da Viola, CD e Circulação" – Pretende gravar o novo CD do artista, intitulado "Meu Canto" e realizar uma turnê de lançamento em seis capitais brasileiras: Belo Horizonte,  São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Recife e Goiânia e mais quatro cidades do interior de Minas: Uberlândia, Montes Claros, Araxá e Teófilo Otoni, consideradas estratégicas para formação de público do artista. 
Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, CA nº 0372/001/2013, R$300 mil.

. Senhor Sertão  O projeto pretende realizar a gravação de CD e viabilizar turnê de lançamento com 05 shows, fruto da parceria artística entre o jornalista, poeta e compositor, João Evangelista Rodrigues e os violeiros, Wilson Dias e Pereira da Viola. Este CD, com 14 músicas inspiradas no universo de Guimarães Rosa, será o desdobramento natural do trabalho "Pote - a melodia que vem do chão", que causou grande repercussão entre os que gostam de música regional brasileira, de viola caipira e de poesia. Os shows de lançamento estão previstos para Belo Horizonte e mais quatro cidades do interior: Bocaiúva, Olhos D´Água, Três Marias e Curvelo, em locais e datas a serem definidas.

Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, CA nº 1659/001/2013, R$280 mil.

. Encontro Mineiro de Viola Caipira – Através do envolvimento das entidades representativas, municipal, estadual e nacional, dos violeiros e de estudiosos da cultura popular, propomos aqui, realizar o I Seminário de Viola Caipira de "Renato Andrade" - que buscará fazer uma leitura atualizada sobre a situação da viola e dos violeiros no Brasil, discutir projetos e programas estruturantes para divulgação e projeção do instrumento e de seus artistas, novos formatos para sua organização, bem como a produção de 4 dias de shows, com artistas locais e convidados nacionais.
Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, CA nº 0374/001/2013, R$300 mil.

Rua Grão Pará, 240/203 - Santa Efigênia, Belo Horizonte / MG | Tel.: (031) 3889-8437